Sindesmologia: Cíngulo do Membro Superior e Membro Superior

Cíngulo do Membro Superior

Entre a Clavícula e o Esterno

Articulação Esternoclavicular

1) Articulação Esternoclavicular

É a articulação entre a incisura clavicular do manúbrio do esterno com a face esternal da clavícula. Ela é sinovial e tem forma de sela. Permite o movimento da clavícula.

Há discos também entre o esterno e a clavícula. Eles servem para a moldagem das superfícies articulares, isto é, para uma superfície se adaptar melhor a outra. É em parte a função do menisco no joelho.

2) Ligamentos

Essa articulação é revestida pelo ligamento esternocostal radiado.  (De acordo com o que o professor falou hoje).

É reforçada por quatro ligamentos: ligamentos esternoclaviculares anterior e posterior, ligamento interclavicular, ligamento costoclavicular. (De acordo com o Grays).

Membros Superiores

Ombro

Articulação do Ombro

1) Articulação

As articulações que constituem o ombro são: articulação acromioclavicular (plana) e articulação glenoidal (muito, muito, muito, muito móvel). Elas permitem que a escápula alcance diversas posições na parede torácica, o que aumenta o alcance do membro superior.

  • articulação acromioclavicular: entre acrômio e clavícula. É uma articulação do tipo sinovial. É reforçada pelo ligamento acromioclavicular, ligamento coracoclavicular (muito maior, ele fornece muito do suporte ao peso do membro superior sobre a clavícula e mantendo a posição da clavícula no acrômio. É formado pelo ligamento trapezoide e ligamento conoide. O ligamento trapezoide se insere na linha trapezoidea da clavícula  o ligamento conoide posterior, se insere no tubérculo conoide.
  • articulação glenoumeral: é uma articulação esferoidea. Ocorre entre a cabeça do úmero e a cavidade glenoidal. Ela é multiaxial (muito movimento, pouca estabilidade). Existem nessa articulação os ligamentos glenoumerais superior, médio e inferior, ligamento coracoumeral e ligamento transverso do úmero.Os tendões dos músculos do manguito rotador (supra – espinal, infra – espinal, rendod menor e subescapular), unem – se com a cápsula articular e formam um anel musculotendíneo, que envolve as regiões posterior, superior e anterior da articulação do ombro. Este manguito de músculos estabiliza e mantém a cabeça do úmero na cavidade glenoidal da escápula sem comprometer a flexibilidade do braço e sua mobilidade.

2) Ligamentos

Os ligamentos que reforçam a articulação do ombro são os ligamentos coracoacromial (acrômio e processo coracoide) e coracoclavicular (clavícula e processo coracoide).

OBS: Os músculos que constituem o manguito rotador têm um importante papel na estabilização da articulação do ombro, e também a cabeça longa do bíceps braquial e os processos ósseos relacionados e ligamentos extracapsulares.

Observações Clínicas

  • fraturas da clavícula e luxações das articulações acromioclavicular e esternoclavicular: por causa do pequeno tamanho da clavícula e também por causa das forças potenciais que são transmitidas do membro superior pro tronco, passando por ela, é comum que ela seja um osso muito comum de ser fraturado. O local mais comum dela ser fraturada é no terço médio. Em traumas, é comum que a parte acromial da clavícula se desloque da articulação acromioclavicular. Traumas mais severos resultam em ruptura dos ligamentos conoide, trapezoide e coroclavicular, o que resulta numa subluxação da clavícula.

Cotovelo

Cotovelo

1) Articulação

Tem articulação entre a incisura troclear da ulna e a tróclea do úmero; articulação entre a cabeça do rádio e o capítulo do úmero (essas duas juntas são as principai sarticulações do cotovelo) e também a articulação entre a cabeça do rádio e a incisura da ulna (ou) articulação radiulnar proximal, que está envolvida com a pronação e supinação do antebraço; Elas três compartilham a mesma cavidade sinovial.

2) Ligamentos

Têm os ligamento colateral (radial e ulnar) e o ligamento anular (que conecta a cabeça do rádio à ulna).

  • ligamentos colaterais: dão suporte aos movimentos de extensão e flexão na articulação do cotovelo. Ele também tem a função de manter a cabeça do rádio sobre a ulna e permitir o movimento de pronação e supinação.
  • ligamento anular do rádio: o ligamento anular do rádio e a cápsula articular associada permitem que a cabeça do rádio deslize contra a incisura radial da ulna e forme um eixo com o capítulo durante a pronação e supinação do antebraço.

OBS: Os ligamentos colaterais em geral servem para impedir que ocorra movimentos para “lados que não eram pra virar”. Eles existem no joelho, dedo, tornozelo, cotovelo….

Antebraço

1) Articulação

  • articulação radiulnar distal: articulação entre a superfície articular da cabeça da ulna com a incisura ulnar no final do rádio e com um disco articular fibroso que separa a articulação radiulnar da articulação do punho;
  • a membrana interóssea que também pode ser chamada de articulação radioulnar média. Ela conecta o rádio e a ulna sem restringir a pronação e a supinação e proporciona inserção para músculos dos compartimentos anterior e posterior.

Mão e Punho

1) Articulação

  • Entre o rádio e ulna com os ossos do carpo (radiocarpal).
  • os ossos carpais possuem numerosas superfícies articulares. Todos eles se articulam entre si, sendo que os ossos carpais da fileira distal articulam – se com os metacarpais dos dedos. Com exceção do metacarpal do polegar, todos os movimentos dos ossos metacarpais nos ossos carpais são limitados.
  • articulação radiocarpal (do punho): sinovial. Entre a epífise distal do rádio e o disco articuar sobre a epífise distal da ulna, e o escafoide, o semilunar e o piramidal. É reforçada pelos ligamentos radiocarpal palmar, ulnocarpal palmar e radiocarpal dorsal. Além desses, tem ainda os ligamentos colaterais radial e ulnar do carpo.
  • articulações carpometacarpais: tem forma de sela entre o metacarpal I e o trapézio, o que permite uma grande mobilidade ao polegar, que não é uma característica dos outros dedos;
  • articulações metacarpofalângicas: articulação condilares, é reforçada pelo ligamento palmar e pelos ligamentos colaterais medial e lateral.
  • articulações interfalângicas da mão: são articulações do tipo gínglimo. São reforçadas pelos ligamentos coletais medial e lateral e pelos ligamentos palmares.

2) Ligamento

Os ligamentos que reforçam essa articulação são ligamento radiocárpico palmar, ulnocárpico palmar e radioulnar palmar. Há também o ligamento colateral nos dedos.

Referências
DRAKE, R. et alli; (2005). p. 626 a 712. Gray's Anatomia para Estudantes. 3a tiragem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s